Arborização Urbana

Caracterização de espécimes isolados

O que é a caracterização de espécimes isolados?

Diagnosticar árvores isoladas pode prever doenças e aumentar seu tempo de vida. Árvores isoladas, frequentemente de grande porte (mais de 10 metros de altura, com copa extensa e volumosa), são de interesse quanto à sua preservação. Muitas vezes são árvores centenárias e que agregam valor a uma determinada paisagem, ou mesmo por que são representantes de épocas passadas e trazem nostalgia e saudosismo. Entretanto, por serem mais antigas e isoladas, também são mais vulneráveis às pragas, injúrias mecânicas, ventos fortes e outros agentes agressivos. Por isso podem ter suas longevidades abreviadas. O diagnóstico precoce dos agentes agressores e sua mitigação podem ajudar a preservar os espécimes de interesse.

A Biosfera atua na caracterização de espécimes isolados através do Diagnóstico Fitossanitário e no Plano de Manejo para a recuperação de árvores vulneráveis.