Árvores Urbanas, discutir é preciso!

    21 de outubro de 2014.

    As árvores urbanas estão presentes nas cidades e dependendo do observador podemos atribuir-lhes “culpa” ou “bons serviços ambientais”. Culpa por tombarem sobre carros, casas e pessoas; por ocuparem espaços urbanos que poderiam ser melhor aproveitados com atividades econômicas; culpa pela queda de folhas, flores e frutos que entopem calhas e “sujam” o espaço, etc. Por outro lado os “bons serviços ambientais” podem ser facilmente reconhecidos, entre eles sombra, redução da temperatura e aumento da umidade local, redução da velocidade do escoamento superficial das águas de chuva (evitando assim alagamentos e sobrecarga dos rios urbanos), amortecimento do efeito estressante do concreto (beleza cênica), etc.

    Dito isso a convivência das árvores com as pessoas e  os aparelhos urbanos (postes, edificações, fiação elétrica, garagens, lixeiras, semáforos, calçadas) quase nunca é harmônica, a despeito de várias questões que não foram observadas antes, durante e após a implantação da vegetação urbana, por exemplo, a definição da espécie adequada (de preferência nativa), a preparação do solo e do espaço adequado à espécie escolhida, a condução da muda após o plantio, a definição do local de plantio (muitíssimo importante e invariavelmente pouco estudado). Dessa forma o que assistimos nos grandes centros urbanos é uma guerra tácita entre árvores e cidade; as primeiras perdem facilmente as batalhas e muitas vezes se transformam em espectros da guerra, fantasmas decaídos: mortas, alquebradas, subdesenvolvidas, em péssimo estado fitossanitário, apodrecidas, infrutíferas… certamente um quadro melancólico.

    O Biólogo Juno A. Morais, à convite da TV Câmara BH e como representante do CRBio 4ª Região e Biosfera Assessoria Ambiental Ltda,, participou do debate proposto pela TV Câmara (Título: Destruição de Árvores). Esperamos ter contribuído para a melhor compreensão sobre o papel das árvores na vida da cidade e de toda a população. O debate foi publicado em 06 de outubro, porém aconteceu meses antes da Copa do Mundo no Brasil, em 15 de maio de 2014.

    Acesse no youtube: Câmara Debate – Destruição de árvores